Salada Verde

Rio: Justiça mantém embargadas obras da Tirolesa

Após decisão do TRF, ficam paralisadas as obras do projeto que previa a instalação de tirolesa de 755 metros no Pão de Açúcar do Rio de Janeiro

Júlia Mendes·
28 de setembro de 2023
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente

A 7ª Turma do Tribunal Regional Federal (TRF) decidiu, nesta semana, manter embargada a proposta de instalação de uma tirolesa no Pão de Açúcar, ponto turístico do Rio de Janeiro. Por 2 votos a 1, os desembargadores entenderam que há falhas no processo de autorização do Iphan e a irreversibilidade da obra, devido às possíveis intervenções nos morros da Urca e Pão de Açúcar, os quais compõem o cartão postal da cidade. As obras, portanto, estão paralisadas. 

O projeto da Companhia Caminho Aéreo Pão de Açúcar prevê a instalação de uma tirolesa de 775 metros, que liga os dois morros, a partir de quatro cabos de aço paralelos ao bondinho. Segundo a empresa, a ideia é proporcionar uma experiência mais contemplativa aos frequentadores do local e visitantes. O morro está situado dentro do Monumento Natural do Pão de Açúcar, uma categoria de unidade de conservação criada exatamente com o objetivo de preservar os aspectos naturais e paisagísticos do local.  

Entenda a discussão 

Após um pedido do Ministério Público Federal, a obra foi embargada pela Justiça Federal em junho por meio de uma liminar. A decisão se deu após suspeitas de perfurações irregulares na rocha. Se forem confirmadas, o Pão de Açúcar tem risco de perder o título de Patrimônio Mundial concedido pela Unesco. 

Além disso, de acordo com o MPF, as obras iniciaram-se em setembro de 2022 sem a autorização do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e da Fundação Instituto Geotécnica (Geo-Rio). No dia 24 de outubro está marcada uma inspeção judicial no local para avaliação das denúncias em questão. 

Associações de moradores da região e ambientalistas demonstraram grande preocupação quanto às intervenções no morro do ponto turístico, o que gera impacto no meio ambiente e também no esporte de escalada, tradição para montanhistas no local há muito tempo. 

Em nota divulgada no site G1, o Parque Bondinho Pão de Açúcar diz que “não poupará esforços para demonstrar, no curso do processo, que o projeto para a construção da tirolesa obteve todas as licenças necessárias e que foi concebido e executado sob as melhores práticas, destacando-se os cuidados em relação à preservação do meio ambiente e do patrimônio.”

  • Júlia Mendes

    Estudante de jornalismo da UFRJ, apaixonada pela área ambiental e tudo o que a envolve

Leia também

Notícias
21 de julho de 2023

Com obra já embargada, Iphan divulga parecer descartando riscos de tirolesa no Pão de Açúcar

Segundo avaliação do Instituto Geotécnico do Rio, intervenções não causam risco de ruptura nos morros; ONG pede maior aprofundamento na análise

Notícias
27 de março de 2023

Protesto pede embargo de obra da tirolesa no Pão de Açúcar, no Rio

Ambientalistas, moradores e montanhistas se reuniram neste domingo (26) para protestar contra tirolesa e “complexo turístico” proposto para os morros do Pão de Açúcar e da Urca, no Rio de Janeiro

Análises
14 de julho de 2023

Tirolesa do Pão de Açúcar na mira da Justiça

Multitirolesa do Pão de Açúcar, repudiada pela sociedade civil, é embargada pela Justiça sob suspeita de crime ambiental e falha grave no projeto

Mais de Gem Saviour

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.